DRA. JULIANA GUERRA 

Eu me formei em Medicina na PUC do Rio Grande do Sul, Brasil, em 2013.


Logo depois, comecei a trabalhar como clínica geral em pequenos postos de saúde do interior do Estado em que vivia. Prestei algumas provas de residência, fui aprovada, mas decidi não aceitar a vaga, pois queria explorar novas possibilidades em outros países.


Meu marido e eu decidimos nos aventurar e iniciar o processo para nos mudarmos para Portugal, já que, na época, era relativamente fácil e rápido.


Ao mesmo tempo, em 2013 eu havia feito um estágio nos EUA. Foi uma experiência incrível, que despertou em mim a vontade de estudar naquele país e de exercer a Medicina lá. Então começamos também a pesquisar sobre o processo de revalidação do diploma nos EUA!


Em 2015 nos mudamos para Portugal e eu comecei a estudar para fazer os Steps americanos. Fiz as 3 provas em 2016 e ainda consegui 3 meses de estágio em Miami e em Atlanta.


Em 2017 eu apliquei para residência de medicina interna, fui chamada para apenas uma entrevista e, em março de 2018, fiquei sabendo que não tinha dado match, infelizmente.

Pesquisei muito sobre o que fazer daí por diante, e consegui, depois de muito esforço e paciência, uma vaga de research em Miami. Foi quando deixamos Portugal e fomos morar nos Estados Unidos. Ao longo de um ano, fiz um bom trabalho, fiz contatos, publiquei diversos artigos e apresentei em congressos internacionais importantes nos Estados Unidos.

Eu aprendi tanto com os meus erros nesse processo, que me senti na obrigação de ajudar outras pessoas que, como eu, tinham dificuldade de encontrar informações sobre o processo de obtenção de uma vaga para fazer residência médica no sistema de saúde dos EUA.

Foi assim que, em 2019, apliquei novamente, mas agora com um currículo muito mais rico e bem estruturado, com um personal statement muito mais interessante, com cartas de recomendação espetaculares e com contatos importantes. Recebi 7 convites para entrevista, e felizmente dei match!

Desde junho compartilho tudo que sei, na intenção de que ninguém precise passar por alguns dos perrengues que eu passei, já que informação é TUDO nesse processo!